Elementais do Fogo

Reino do Fogo

Seus habitantes são chamados de SALAMANDRAS e controlam o PODER DO FOGO, que está relacionado ao sagrado, iniciático, divino, construtor e destrutivo.

As Salamandras são criaturas que se apresentam como pequenas bolas de fogo, Paracelso afirma que estes elementares são muitas vezes vistas na forma de bolas ou línguas de fogo correndo através dos campos ou irrompendo nas casas. São muito brincalhonas e não tem censo de “certo” ou “errado”.


Como todo elemento, podemos encontrá-lo dentro de nós mesmos, não só no calor sensível que há em nossa estrutura, bem como no calor de nossas emoções e sentimentos, as grandes paixões, em nós humanos é exatamente esse o campo que é controlado por esses elementais. Contudo é necessário mantê-lo sempre em equilíbrio – como tudo na vida. A falta dele pode trazer perda de prazer de viver, felicidade, foco para alcançar objetivos e força para sonhar. Já em demasia nos deixamos levar por obsessões, compulsividade, desejos desenfreados e escolhas destrutivas.

Estão presentes nos caldeirões, nas velas, na lamparinas e em fontes naturais de fogo (vulcões, por exemplo). Porém, com a tecnologia, acabamos perdendo o vínculo com o Mundo Elemental, entretanto, dentre todos, o fogo permaneceu o mais popular.

É preciso alertar a vocês sobre os riscos que se corre mexendo com essas criaturinhas, pois de todos, são eles os mais perigosos e implacáveis, não tendo piedade nenhuma! São conhecidos por sempre cobrarem um preço muito alto em troca de “certos favores” e por isso os magos mais precavidos – como eu – evitam os pedidos. O invocador precisa ter força suficiente para dominá-los, sem perder o respeito, carinho e sempre ter intenções claras e coração aberto (requisitos não só imposto pelos elementares, com também em todo campo da Magia).

Antes de abrir os “serviços” com o elemento Fogo é importante nos ater a certos detalhes na hora de invocação dos Guardiões do Portal Sul. A proteção e a permissão do Rei Elemental do Fogo Djiin, do Deva Micael ou Arcanjo Miguel, isso impede que sejamos feridos durante o ritual.

Como todo cuidado é pouco quando se fala em fogo, aconselho ensaios antes do contato “oficial”. Como? É simples! Meditações periódicas – pelo menos uma vez ao dia – com velas, observando as chamas, não se esqueça que ao final de cada meditação, não poderá assoprar a vela para apagá-la (apague com os dedos ou abafador, assoprar é uma ofensa às salamandras, e você não quer começar esse relacionamento com o pé esquerdo, quer????)

OBS.: Como já falei no post sobre o elemento Fogo, cuidado para que um lindo ritual não acabe num grande e feio incêndio!!! Então seja muito prudente! Não acenda velas próximas a janelas, cortinas, ou objetos inflamáveis. Em caso de rituais em locais abertos, procure locais longe de árvores e de gramados, após terminar certifique-se de que a fogueira está realmente apagada, enterre ou jogue bastante água.

Vocês devem ouvir muito sobre a associação dos nossos signos ao elemento, será que isso está correto?!?

Não exatamente! Digamos que você seja do signo de Leão, signo de fogo, mas quando você faz seu mapa astral aparecem mais signos ligados à água, tenha certeza de que seu elemento não é o fogo, nosso elemento está relacionado ao de maior frequência em que ele aparece em nosso plano astral. Entendeu? Neste caso seu elemento seria Água, apesar de seu signo solar ser de Fogo.

Agora vou falar de velas, não façam essas caras! Tenho certeza de que estão pensando: poxa Hyvi! Sempre que você fala de Fogo, também fala de velas, dá pra mudar o disco?!?

A magia com velas esconde seu real poder – que é muito grande – ela proporciona cura de inúmeros males, reforça nossas energias, nos torna mais ativos e viçosos. Além de serem mais baratas, acessíveis e discretas. Podemos combinar a elas elementos importantes como cores, formas e aromas.

CORES

Branco: proteção, paz, pureza, verdade;
Verde: cura, dinheiro, prosperidade, sorte, felicidade;
Marrom: objetos físicos, cura para animais, casas e lares,
Rosa: amor e amizades;
Vermelho: sexo, paixão, energia, espiritualismo e coragem;
Amarelo: clarividência, adivinhação, estudos, aprendizados e mente;
Azul: cura, meditação e traquilidade;
Laranja: força, autoridade, atração e sorte;
Preto: banimento, absorção ou destruição da negatividade.

FORMAS

As velas podem ter várias formas, aprenderemos agora como deveremos adequar esse detalhe de forma mais ao par de nosso ritual.

Velas Quadradas: ligadas a objetividade, solidez e força. Indicada para objetivos relacionados ao campo material.



Velas Cilíndricas: ligadas a elevação, crescimento, orientação e purificação espiritual. Indicada aos rituais de superação de limites.




Velas Triangulares ou hexagonais: ligadas a luta e ao combate. Indicada para rituais ligados às disputas comerciais e jurídicas.






Velas em Espiral: ligadas a clareza e sabedoria. Indicadas em situações em que a realidade e a fantasia estão unidas.



Velas Cilíndricas: ligadas a elevação, crescimento, orientação e purificação espiritual. Indicada aos rituais de superação de limites.



AROMAS

Alecrim: revitalizante e proteção.
Amadeirados: trabalho, dinheiro e profissão.
Cânfora: banimento e limpeza.
Cítricos: revigorante, refrescante e calmante.
Eucalipto: ansiedade, clareza e limpeza.
Florais: serenidade, amor e alegria.
Lavanda: cura e elevação do espírito.
Limão: calmante e limpeza.
Menta: calmante, refresca e estimulante.
Pinho: cura e relaxante.
Sândalo: trabalho, dinheiro e tranquilidade.


É importante lembrar que as velas são feitas de material sensível. Por isso tenha cuidado ao armazená-las, procure deixar separadas pelas cores e envoltas em papel de ceda ou tecido. Não utilize as quebradas e não reutilize velas de outros rituais, quando você faz um ritual de cura só poderá utilizar essa vela em rituais de cura e assim por diante. Quanto aos restos, procure envolver em um papel branco e enterrá-lo, não se esqueçam também, de agradecer aos elementares do fogo pelo poder cedido e pedir a terra que anule as energias contidas nos restos e as transforme em algo positivo para o planeta.

Mas, ao invés disso podemos utilizar os caldeirões – afinal, ele é o símbolo das bruxas – porém pouco utilizado por bruxos “recém formados”, pela dificuldade de ser encontrado nas lojas, ter custo um pouco elevado, de manuseio complicado, por pouca familiarização e não serem tão discretos. Apesar disso tudo, a principal diferença entre a vela e o caldeirão é que quando acendemos um Fogo Sagrado (fogo aceso a partir, geralmente, de ervas específicas, para fins ritualísticos) abrimos um portal mágico, com destino ao plano a que se refere o ritual. Por exemplo, quando se faz um rito de cura, esse portal é aberto ao plano sintonizado às energias de cura, o mesmo segue com proteção, prosperidade etc...

O caldeirão tem poderes realmente grandiosos e por isso é utilizado há tanto tempo!

Eles podem ser encontrado em lojas de produtos exotéricos, lojas de panelas, lojas de umbanda (nessas são mais baratas e mais facilmente encontradas). O tamanho vai variar com a sua vontade e necessidade. Porém, o detalhe que devemos nos ater mais são nos pés, os caldeirões das bruxas são consagrados a Deusa tríplice e por esse motivo é importante que tenham 3 pés, contudo você pode ter um com o fundo liso, para ser utilizado no fogão ao invés de panelas comuns, pois certas poções e infusões precisam que os ingredientes sejam adicionados com o líquido em fervura, mas não tem resultados eficazes em outros casos.


Invocação às Salamandras
(por Eddie Van Feu)
Encantamento para ter determinação e boa sorte para uma conquista profissional ou pessoal

Com a permissão de Djiin
Com a prestação de Mikael
Eu as convido, Salamandras, a participar deste ritual.
Que você possam vir e dançar
Possam meu feitiço imantar
Com seu poder de acender a chama da alma,
A centelha da vida, o desejo de realizar
Está aqui presente, no Reino Elemental do Fogo,
O poder da magia
A sagrada energia
Do primeiro passo
Que eu tenha a força e a paixão
Para dar o nó no laço
Para finalizar tudo que faço
Pelo poder do três vezes três
A vitória é minha
Em um dia, uma semana, um mês
Minha magia se realiza em luz e graça,
Assim seja, assim se faça.


Invocação das Salamandras

Eu vos saúdo Salamandras,
Que constituem a representação do elemento fogo.
Peço que com vosso trabalho,
Forneças a mim poder de resolver tudo,
De acordo com vossa vontade,
Alimentando meu fogo interno,
Aumentando minha chama trina do coração
E assim formar um novo universo.
Mestres do fogo, eu vos saúdo fraternalmente.
Assim seja, assim se faça.

ATENTE-SE:
Guardiões da Torre Sul;

Cores: vermelho e laranja;
Pedras: rubi, ágata vermelha, granada;
Flores: girassol, rosas vermelhas;
Ervas: louro, cravo, pimenta vermelha e canela;
Frutas: caqui, morango e romã.

Texto por: Wicca Santuário

Amanda de Ishtar

Amanda ou Tara (nome mágico), 27 anos e autoiniciada Wicca. Bruxa solitária e amante dos Celtas. No dia a dia é designer, geek, ama livros, Harry Potter, Mario Bros e Adventure Time.

2 comentários:

  1. Oi, ótimo post . Tenho uma dúvida, recentemente sonhei com salamandras , eu a admirava de longe. Ela parecia dançar em cima de algo com fogo e depois apareceu uma criatura preta com pequenas asas ao ladoda salamandra porem longe dela e .... Acabou

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juracy!
      Primeiro agradeço sua visita!

      Bom, eu não sei muito bem como interpretar este seu sonho.
      Acredito que é algo relacionado com o elemental do fogo, talvez te passando alguma mensagem, mas só uma interpretação mais profunda para dizer o que é.

      Talvez meditar sobre isso, mentalizando o seu sonho enquanto medita e pedir alguma explicação, pode ajudar.
      Tentar visualizar uma aproximação (cautelosa!) dessa salamandra e entender o que ela quis dizer no sonho, pode esclarecer suas dúvidas.

      Outra tentativa é fazer uma prece ao elemental do fogo e pedir que em sonho novamente, ele se comunique com você se assim ele quiser.

      Sinto não poder ajudar mais que isso, mas me conte se conseguir progredir com algo!

      Abençoada seja!

      Excluir

Instagram