Deidades da Arte: Polaridades da energia criadora. Todos os Deuses são um único Deus?

Olá povo da Deusa! Como já havia dito antes, estou naquela lista de discussões super bacana 'O Caldeirão de Circe'. O tema 02 já foi divulgado e resolvi trazer aqui minhas respostas ao questionário que lá foi feito. Acho que as respostas vão ajudar à vocês estederem ainda mais minha visão de mundo, energias e Deus/Deuses.

Questionário

Como você compreende a natureza da força criadora? Todos os Deuses são um único Deus para vc?
A um tempo, quando comecei meus estudos sobre a Wicca, li o livro Wicca: A Bruxaria saindo das sombras, e me deparei com uma parte que falada da Criação, esta que está inserida como um conto, mas que ajuda a exemplificar na wicca como funcionaria a criação do Universo, baseando-se nas duas polaridadades e, com ele a criação dos 4 elementos.
É um conto muito bonito, mas aprofundando ainda mais o pensamento, cheguei a minha própria linha de raciocíneo. Existe uma obra de Rubens Sarasceni (Iniciação à escrita mágica divina), na qual ele fala dos Tronos de Deus. Que cada Trono, possui divindades e/ou deuses, responsáveis por um 'seguimento', por exemplo o amor, a fé... e dentre cada um deles, diversas divindades 'menores' que se dividem no nosso plano terra (neutro).
Com isso em mente, eu parei e ampliei isso ao macro. Bom, a únida forma de vida que conhecemos é a nossa, Planeta Terra. Dentro do nosso planeta, existe outras várias dimensões, umas perseptíveis e outras nem tanto. São Universos paralelos mas que coexistem no mesmo espaço físico! Para nós, a forma de evolução se constitui à partir de duas polaridades: a masculina e a feminina. Assim se faz com várias outras dimensões que compartilham o mesmo espaço que o nosso. Mas há também aquelas que se evoluem por si mesmas, são os tais seres hermafroditas. Mas de qualquer modo, os seres pensantes que predominam na Terra, são os humanos (com duas polaridades), por tanto, nossa forma dominante de energia é a masculina versus feminina.
Devemos nos atentar no fato de que, nosso planeta Terra, possui apenas um satélite, que é a nossa Lua. Nosso sistema solar, um Sol, nosso Deus Sol. Mais um ponto de duas polaridades distintas mas complementares.
O que eu quero dizer é que, para nós que vivemos na Terra, nossos deuses criadores são sim com estas duas polaridades: a masculina e a feminina. Ao meu ver, eles não são o próprio Deus Criador. Mas sim, partes dele. São os 'superiores' desta forma de vida, que é a Terra. São nossos mentores.
Quem sabe, em outra galáxia, com uma forma de vida completamente diferente da nossa, existem outras formas de cultuar divindades (se tais cultos existem). Talvez o Deus deles seja só Deus. Ou só Deusa. Ou algo misto, sem gênero.
Se nós somos uma extensão de nossos deuses, nada mais natural que eles também serem uma extensão de nós. Um está contido no outro. Desta forma, o conto da Criação, se restringe ao nosso plano Terra. E aqui (até onde eu vejo e percebo), Deus e Deusa são energias do mesmo TUDO, mas são vibrações distintas que formaram a partir do NADA e juntos são complementares, mas também um só (conceito de alma gêmea, metades complementares).

É claro que cada cultura possui um Deus da Guerra, a Deusa do Amor, a Deusa da Morte... e etc. Isto tanto pode ser facetas da mesma Deusa e do mesmo Deus, quanto pode ser vários corpos sutis deste deuses (por que os corpos sutis de repente não se restringem somente a nós, se somos extensões Deles), que ocupam 'patamares' diferentes, com pequenas variações vibratórias, mas que fazem parte de um mesmo conjunto.

Em que conceitos dos “teísmos”¹ ela se encaixa melhor?
Politeísmo? Talves, mas se pensar que são divindades com personalidades próprias, estaremos excluindo a possibilidade de serem vibrações ou 'extensões' de uma mesma divindade.
Mas os Deuses (para nós) coincidem perfeitamente com o nosso Universo. Estão contido em tudo e para nós, é a Natureza que os traz para mais perto. Desta forma, não podem ser maior que o Universo (nosso) e sim igual a ele, pois É ele.
Panteísmo? É a que mais se encaixa, pois cultuamos vários deuses (panteões) diferentes, e estes estão divinizados dentre os muitos elementos da Natureza, aliás, são Eles. Mas, como já dito, podem ser distintos, mas acredito mais na ideia de que fazem parte de uma mesma coisa, cada qual em sua polaridade (Deusas e Deuses).

Ela é imanente² ou transcendente³?
Os dois. Os Deuses estão em tudo que conhecemos, inclusive em nós mesmos. São Imanentes, neste caso. E transcedentes, pois as energias divinas (sejam este deuses para nós na Terra uma sentelha de uma energia muito maior que une TUDO e é TUDO) também estão além deste mundo que conhecemos. É muito maior do que possamos compreender, pois o que cultuamos aqui, é a parte que cabe a nós, humanos, divinizar NOSSOS deuses com suas polaridades. Mas e além daqui?

É isso. Parece um pouco confuso no começo, mas faz sentido no final.
Abençoados sejam.

Notas da dona da lista e para esclarecimento do leitor:

1-
MONOTEÍSMO:é a crença na existência de apenas um só Deus

POLITEÍSMO: consiste na crença em mais do que uma divindade de gênero masculino, feminino ou indefinido, sendo que cada uma é considerada uma entidade individual e independente com uma personalidade e vontade próprias, governando sobre diversas actividades, áreas, objectos, instituições, elementos naturais e mesmo relações humanas.

PANTEÍSMO: crença em um Deus que está em tudo, ou a de muitos deuses representados pelos múltiplos elementos divinizados da natureza e do universo.

PANENTEÍSMO: ou krausismo, é uma doutrina que diz que o universo está contido em Deus (ou nos deuses), mas Deus (ou os deuses) é maior do que o universo. É diferente do panteísmo (pan-teísmo), que diz que Deus e o universo coincidem perfeitamente (ou seja, são o mesmo). No panenteísmo, todas as coisas estão na divindade, são abarcadas por ela, identificam-se (ponto em comum com o panteísmo), mas a divindade é, além disso, algo além de todas as coisas, transcendente a elas, sem necessariamente perder sua unidade (ou seja, a mesma divindade é todas as coisas e algo a mais).

HENOTEÍSMO: crença em um deus único, mesmo aceitando a existência possível de outros deuses. Termos equivalentes a essa ideia são "monoteísmo inclusivo" e "politeísmo monárquico". Nesse sentido, um "deus" pode se referir a uma personificação (entre outras) do Deus supremo, mas também pode-se atribuir a
esse Deus o poder de assumir múltiplas personalidades.

2- IMANÊNCIA: é um conceito religioso e metafísico que defende a existência de um ser supremo e divino (ou força) dentro do mundo físico. Este conceito geralmente contrasta ou coexiste com a ideia de transcendência.

3- TRANSCENDÊNCIA: Deus está completamente além dos limites do mundo.

Amanda de Ishtar

Amanda ou Tara (nome mágico), 27 anos e autoiniciada Wicca. Bruxa solitária e amante dos Celtas. No dia a dia é designer, geek, ama livros, Harry Potter, Mario Bros e Adventure Time.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram