Minha visão sobre Wicca

Olá Povo da Deusa! Como estão? Bom, as coisas estão muito tranquilas aqui, só minha gastrite que voltou a encomodar um pouco, mas já já vou cuidar disso.

Depois de muito refletir, resolvi fazer um post sobre o que eu entendo e acredito depois destes estudos sobre a Wicca, no que acreditar e como ver o Deus e a Deusa. Mesmo me identificando muito com o panteão Celta, ainda assim, tenho minhas considerações sobre como enxergar e no que acreditar sobre tudo o que a Wicca passa para quem a estuda. Mesmo colocando uma coletânea significativa aqui, no Artigos Wiccanos, de diversas fontes e afins, eu tenho minha opinião própria sobre determinadas coisas.

O Deus e a Deusa

Eu vejo as duas divindades o Deus Cernnunos e a nossa Mãe Terra personificada também através das fases lunares, não como Deuses maiores, e sim, como os dois Deuses responsáveis pela manutenção da vida na Terra. Mas que ambos, são emanações de uma força ainda maior e são extensões dela. Ainda naquela questão de regionalidade da Bruxaria Tradicional, eu vejo que esta visão de dualidade pregada na Wicca, de uma maneira regional, porém, terrena. O Planeta Terra é regido pelo Sol (bem como os demais planetas do nosso sistema sola e Via Láctea) e pela Lua (nosso satélite natural). Destas duas formas, os deuses são responsáveis e cuidam de nós aqui na Terra. Derrepente, em um outro planeta onde existe mais de um satélite, mais Luas e afins.... mais deuses superiores naquele planeta, tomam conta do mesmo. Isso reforça a ideia que para nós, terráqueos, é muito válido a questão da dualidade entre masculino e feminino, bem como os cultos de fertilidade. Não como uma regra geral para todo o Universo, mas para nós residentes permanentes do Planeta Terra, é assim que as coisas funcionam.
Os Deuses podem não ter bem o sexo, como nós o temos, mas o princípio criador, que se reflete em nós, está diretamente agregado com o ato sexual. Eu acredito que nós somos extensões em porções menores dos Deuses. Mesmo que sejamos fisicamente diferentes e fisiologicamente também, nós possuimos uma sentelha deles, senão, de que valeria tanto estudo para o domínio energético de nós e das coisas? Estes 'poderes' foram concedidos aos humanos, como uma benção dos Deuses. Uma forma de mostrar que se nos esforçarmos, estudarmos, formos disciplinados e persistentes, podemos evoluir e chegar ao que um dia, será o alto escalão da evolução espiritual. Para isso deram a oportunidade de reencarnarmos em outras vidas ou existências. Para a evolução constante até chegar a perfeição (não como ser perfeito, sem falhas e erros, mas como máximo de aprendizado adquirido).
Desta forma, nós aprendemos a dar mais valor a nós mesmos, sem ficar se vendo sempre como ser inferior. Por isso eu faço valer a comum frase utilizada na Wicca de 'tu és Deus' e 'tu és Deusa'.

Os demais seres

Bom, como a Terra é cheia de pequenas partes e reinos (as vezes insensíveis a muitas pessoas) precisam de outros seres e divindades para tomarem conta. Dividos em quatro porções Terra, Ar, Fogo e Água, estes seres cuidam e mantém a tarefa de ter o equilíbrio e ajudar aquele que procuram desvendar os mistérios de cada elemento. Por isso eu valho da visão dos Elementais. Uma personificação em gnomos, silfos, salamandras e ondinas, para caracterizar estes seres que cuidam dos elementos da Terra (o plano neutro).
E nós, estudantes de magia, podemos recorrer a estas energias, para pedir cura, paz, prosperidade, amor e etc. Não como um ato egoísta para o bem próprio, mas como uma oração. Os católicos rezam para Jesus e nós fazemos rituais pedindo uma força Astral para nos ajudar aqui na Terra.

Os festivais


Os festivais celebrados na Wicca estão de acordo com o que temos hoje. Para nós que vivemos no mundo ocidental e latino, não convém se focar somente em celebrações européias. O folclore brasileiro é rico o sufuciente para nos dar bases para celebrarmos nossos próprios cultos. Embora a famosa Roda do Ano tenha sido criada originalmente no hemisfério norte, por basear-se nas estações do ano (que conhecemos e sentimos todas, não somente o verão e o inverno, e nossa agricultura e pecuária é diretamente influenciada por tais), é super válido ajustar as datas para nosso hemisfério sul e celebrá-las. Embora eu viva no meio urbano, existem muitos agricultores que trabalham e fazem chegar na fruteira da minha casa a fruta fresquinha colhida na época certa, abençoada por quem? Pelos Deuses. É simples entender e enxergar as coisas desta maneira, só não compreende e não entende, quem não quer. Não preciso dizer que é original ou não, que veio de ocultistas, rosascruzes e blá blá blá que os wiccanos estão cansados de ver e ouvir.

Enfim, é isto como eu vejo os ensinamentos e tudo que li até hoje. Por tal motivo, continuarei com os estudos e até quando eu me sentir completamente à vontade com a Wicca, seguirei e tentarei por em prática tudo aquilo que estiver ao meu alcance.

Blessed be )O(

Amanda de Ishtar

Amanda de Ishtar, assim magicamente nomeada, 25 anos e autoiniciada Wicca. Bruxa solitária e amante dos Celtas. No dia a dia é designer, geek, ama livros, Harry Potter, Mario Bros e Adventure Time.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram